segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Contra Pessoas Espirituais - por R.J. Rushdoony



Uma das maiores heresias do nosso tempo é a ênfase em "ser espiritual," como se isso significasse ser Cristão. As Escrituras nos chamam para sermos cheios do Espírito Santo, o que é algo completamente diferente. Era uma crença da religião e filosofia Grega que o homem devia ser espiritual em vez de materialista, e uma das objeções dos filósofos Gregos à fé Bíblica era que que ela era muito materialista.

Não há mérito algum em ser espiritual. Afinal, o diabo é inteiramente espiritual, mas isso não o faz piedoso. Repetidamente, o comando dado nas Escrituras é "Portanto santificai-vos, e sede santos, pois eu sou o Senhor vosso Deus" (Lev. 20:7). Ser santo, ou ser santificado, e ser espiritual não são necessariamente a mesma coisa. As Escrituras deixam claro que santidade significa obediência do coração à lei-palavra de Deus.

Quando São Paulo, em 1ª Tessalonicenses 4:3-12, declara, "Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação," ele então segue nos contando algumas das coisas que criam santificação. Devemos nos abster da fornicação e sermos fieis aos nossos votos de casamento. Devemos ser honestos e evitar acordos de negócios fraudulentos com nossos parceiros crentes e com todos os homens. Não devemos desprezar as outras pessoas mas sermos marcados pelo amor fraternal. Além disso, Paulo disse, "procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado."

Nossa atitude para com "os que estão de fora," ou seja, que não estão na igreja, deve ser uma atitude de estrita honestidade e integridade. Em resumo, São Paulo manteve, santidade significa ser um homem prático, apoiador, cumpridor da lei e piedoso. Somos santificados, não por emocionalismo ou por uma fachada de espiritualidade, mas por sermos pessoas tementes a Deus, obedientes a Deus, adoradores de Deus.

Sempre que os homens colocaram uma ênfase falsa sobre a espiritualidade, o resultado foi um surgimento de ocultismo, Satanismo, e desordens mentais. Lembre-se, Satanás como um ser puramente espiritual é muito feliz por ter pessoas enfatizando o espiritual sobre o santo, porque assim ele é capaz de tomar vantagem delas.

A glória da nossa fé é que ela é muito prática. Ela é relacionada com o homem inteiro, corpo e alma, e o caminho da santificação é para o homem inteiro. O ser inteiro do homem esteve envolvido na Queda, não somente seu corpo, e o ser inteiro do homem é redimido por Cristo, não somente seu espírito. O homem inteiro é destinado à ressurreição geral e à nova criação, e é portanto para o homem inteiro que as Escrituras falam. O diabo é mais espiritual que cada um de nós, mas ele não é santo. Nosso chamado é para a "santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor" (Heb. 12:14).

retirado de A Word in Season, Volume 1 (A Word In Season: Daily Messages on the Faith for All of Life), capítulo 57 - Against Spiritual People
tradução: Jonathan Arthur Morandi