terça-feira, 4 de março de 2014

Patrick da Irlanda (“ Saint Patrick”) o homem que levou o Cristianismo Celta a adotar a Lei Civil Bíblica ( Teonomia Aplicada).





           O Antigo Testamento foi o modelo para as Leis civis dos antigos governos Celtas. Para nossos Objetivos aqui consideraremos os Cristãos Celtas como aqueles que “viveram nas Ilhas Britânicas" antes da chegada da missão Italiana de Agostinho em 597 D.C e continuada por aproximadamente um século, em um estado Independente.”[1]. As Ilhas Britânicas incluem a Grã- Bretanha e a Irlanda.

 Em seu livro “The Celtic Church in Britain” ( A Igreja Celta na Bretanha), Leslie Hardinge discute a influência do Antigo Testamento na antiga Legislação Irlandesa.

Esta síntese das antigas Leis Brehon e as Regulamentações do Antigo Testamento, iluminam as práticas dos antigos Cristãos Irlandeses e consequentemente as práticas da Igreja Celta. Isso provavelmente remonta a sua inspiração no antigo livro de lei o “ Liber ex Lege Moisi”, escrito por Patrick. Onde quer que Patrick tenha estabelecido uma igreja ele estava convicto de que deveria deixar uma cópia dos Livros da Lei e dos Livros dos Evangelhos. [2]. O Livro “Liber ex Lege Moisi” é o único trabalho sobrevivente das Fontes Celtas que corresponde as descrições exatadas do que acreditamos serem os“ Livros da Lei”. Cada um dos quatro manuscritos ainda existentes desse trabalho possui uma proveniência Irlandesa. O mais antigo foi datado com cerca de aproximadamente 800 anos e aparentemente foi copiado de um manuscrito ainda mais antigo. Ele começa com o Decálogo e contém seleções dos livros de Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio,todos repletos de citações em Latim antigo [3].

Em relação à influência de Patrick nas Leis Celtas, o Antigo Glosador Irlandês, escrevendo sobre o texto de 1 Timóteo 1:7. “..Desejando serem professores da Lei..”, comenta: “ ... que ele estava engajado na criação e formatação das Leis com os monarcas da época....”[4]. Sobre esse aspecto, escreve o comendador:

Isso parece ser uma alusão a história da revisão das Leis na Irlanda nos tempos de “St. Patrick: Os  Seanchus and Feinechus da Irlanda estavam Purificados e escritos, os escritos e antigos livros da Irlanda haviam sido coletados e trazidos para um único lugar a pedido de St. Patrick. Esses foram os noves apoiadores que levaram tal projeto à cabo: Laeghaire, rei da Irlanda; Corc, and Daire, os três reis; Patrick, Benen, and Cairnech,os três Santos; Ross, Dubhthach, and Fearghus, os três arqueólogos." — Anais dos quatro mestres,  438 D.C..[5]

(É interessante notar que 1 Timóteo 1:7 nos leva para o texto de 1 Timóteo 1: 8-11, um texto que muitos acreditam falar sobre o uso civil do Direito Bíblico.)

A Contribuição de Patrick em condensar a Legislação Bíblica em sua obra “ Liber ex Lege Moisi” foi  deveras importante, como podemos notar:  “ As normas do Antigo Testamento que deram forma para a Teocracia de Israel eram seguidas pelos celtas como uma consequência natural de sua visão acerca da autoridade Bíblica. O papel do livro “ Liber ex Lege Moisi” foi incomparável.[6]. Assim, “ A Legislação Mosaica permeou as relações sociais, econômicas e jurídicas de uma forma raramente vista na história de outros ramos da Igreja.[7]
            A influência da Lei [Direito] Bíblico na legislação Celta ajudou a minimizar o barbarismo da antiga legislação pagã. [8].  A obra“ Liber ex Lege Moisi” teve um profundo impacto a longo prazo, pois ela aparentemente  teve um papel fundamental na Criação de leis na Irlanda e um impacto igualmente grande nos reinados de “Alfred O Grande” e em todos os legisladores posteriores.

Apenas para exemplificar, abaixo o leitor encontrará uma lista de Leis Civis extraídas das Escrituras e encontradas também na “ Liber ex Lege Moisi”: [10]

1.    Ser um feiticeiro, médium ou necromante era passível de pena capital (Êxodo 22:18 , Levítico 20:27);

2.    Sacrificar a falsos deuses será passível de pena capital (Êxodo 22:20);


3.    Blasfêmia será passível de pena capital (Levítico 24:15 -16);

4.    Profanar o sábado será passível de pena capital (Êxodo 31:14);


5.    Agredir fisicamente um dos pais será passível de pena capital (Êxodo 21:15);

6.    Ofender Verbalmente ( xingar) um dos pais será passível de pena capital (Êxodo 21:17 , Levítico 20:09);

7.    Assassinar será passível de pena capital (Êxodo 21:12-14 ; Levítico 35:31 );

8.    Bestialidade será passível de pena capital (Êxodo 22:19 , Levítico 20:15-16);

9.    Adultério será passível de pena capital (Levítico 20:10);

10. O sexo entre um homem e a mulher de seu pai será passível de pena capital (Levítico 20:11);


11. O sexo entre um homem e sua nora será passível de pena capital (Levítico 20:12);

12. O sexo entre um homem e uma mulher e a mãe de tal mulher será passível de pena capital (Levítico 20:14);

13. O Sequestro será passível de pena capital (Êxodo 21:16);

14. Regulamentos para servos/escravos (Êxodo 21:1-11 ; 20, 21 , 26 , 27 , 32, Levítico 19:20);


15. Ladrões devem pagar a restituição daquilo que furtaram (Êxodo 22:1-4 ; Levítico 6:1-5);

16. Parcialidade nos tribunais (Êxodo 23:1-3 ; Levítico 19:15 , Deuteronômio 01:16 , 17; 16:19);


17. Punição proporcional ao crime (Levítico 24:19 , 20);

18. A mesma lei para o nativo e estrangeiro (Levítico 24:22);


19. Crimes passíveis de penas capitais exigem duas ou três testemunhas para condenação (Números 35:30 , Deuteronômio 17:06 ; 19:15);

20. Cidades de refúgio para aqueles que cometem homicídios acidentais (Deuteronômio 19: 4-5)


21. Falso testemunho malicioso para receber penalidade que o acusado deveria ter recebido (Deuteronômio 19:16-19 ).

A respeito da aplicação do principio do estabelecimento de “cidades de Refúgio”, como descrito nas escrituras, Hardinge escreve:

“Atenção especial deve ser dada ao papel desempenhado pelos monastérios durante o período celta. Os monastérios eram mais vitais do que seriam para uma comunidade média milhares de anos mais tarde. As leis da Irlanda definiam cuidadosamente as relações pelas quais as” Tribos do povo” eram sustentadas pela” tribos da igreja”. O Santuário o qual o monastério provia para os ofencessores necessitados era zelosamente cuidado. As Leis e os costumes que suportavam a ideia de proteção eram ricamente favorecidas pelas regulamentações tomadas do livro “ Livber ex Lege  Moisi de Patrick.[11]


            Desta maneira podemos observar quão grande contribuição Saint. Patrick deu ao mundo e acima de tudo ao Cristianismo Celta.  Patrick teve a coragem motivada pelo Espírito Santo de proclamar que a Lei do Senhor é Perfeita, Eterna e Eficaz e mais do que isso, labutar para sua implementação em na Irlanda e no seio da Igreja Celta.
Traduzido e adaptado de: http://theonomyresources.blogspot.com.br/2013/04/patrick-of-irelands-saint-patrick.html

Notes
_______________________________
[1] Leslie Hardinge, The Celtic Church in Britain (London: S.P.C.K., 1972), xi
[2] Whitley Stokes, ed., The Tripartite Life of Patrick II, 300. Cited in Ibid., 50.
[3] Hardinge, The Celtic Church in Britain, 49, 50.
[4] Cited in Thomas Olden, trans., The Holy Scriptures in Ireland One Thousand Years Ago: Selections from the Würtzburg Glosses (New York: Society for Promoting Christian Knowledge, 1889), 105.
[5] Ibid.
[6] Hardinge, The Celtic Church in Britain, 202.
[7] Ibid., 51.
[8] Ibid., 64, 65.
[9] Ibid., 50.
[10] The Liber's thirty-five total Scripture selections include: Exodus 20:2-17, 22a, 23-26; Exodus 21:1-36; Exodus 22:1-31; Exodus 23:1-19; Exodus 31:14; Leviticus 5:1; Leviticus 6:1-6a; Leviticus 7:19, 20; Leviticus 11:33 (fragments), 35, 36; Leviticus 12:1-5, 6b; Leviticus 17:10-11a, 13c, 14b, 15 (fragments); Leviticus 18:2b, 5-13, 15-21, 22b-24, 29; Leviticus 19:11-19b, 20, 21a, 26-28, 31-36b; Leviticus 20:6, 7, 9-12, 14-19, 21, 23, 27; Leviticus 22:8a, 14, 21, 22; Leviticus 24:15a, 16ab, 18-22a; Leviticus 25:37; Leviticus 27:1-20, 25, 30-34; Numbers 27:7b-11a; Numbers 35:30b, 31; Deuteronomy 1:16b, 17abc; Deuteronomy 6:4-9, 13b, 16; Deuteronomy 13:1-4a; Deuteronomy 14:21-22; Deuteronomy 16:19b; Deuteronomy 17:1, 6; Deuteronomy 18:10-12a; Deuteronomy 19:4, 5, 11-13a; Deuteronomy 19:15-19; Deuteronomy 22:5-8, 28, 29; Deuteronomy 23:19, 20ac, 21-23; Deuteronomy 24:16, 17; Deuteronomy 25:13-16a; Deuteronomy 27:15-27; Deuteronomy 28:1-11, 12b-25, 26c-33a, 34-45. Ibid., 210-216.
[11] Ibid., 173.